sábado, 4 de outubro de 2014

TERCETOS DE PRIMAVERA - por Marilda Confortin

O Rio Belém, em Curitiba, atravessa boa parte da cidade, suas águas formam o lago do Passeio Público e, em alguns pontos está muito poluído... 'doentinho' mesmo!
Assim, este terceto falou alto comigo... enquanto ser humano, que sou!

3 comentários:

  1. Comovente poema, terceto generoso mostrando as dádivas que o rio oferta mesmo sendo tão maltratado.Um alerta a mais pras realidades que vemos por todo lado.
    Bela partilha, Jan.
    Bjos e bom domingo.Como foi a passeata?
    Calu

    ResponderExcluir
  2. Oi, Calu!
    Vim falar sobre a "passeata": era em favor dos animais e, por isso, me animei e quis ir.
    Mas nós, cadeirantes, envolvemos, necessariamente, várias pessoas em nossas ações.
    Assim eu já tinha convocado um filho pra empurrar a CADEIRA MANUAL em todo o trajeto (a MOTORIZADA é movida a bateria e tem pouca autonomia... se acabar a bateria fica muito difícil, pois é pesadíssima... e eu tenho pouca coordenação... tive que mandar reduzir a já pouca velocidade à metade...).
    E mais, eu teria que convocar outra pessoa pra me "embarcar" no carro, quando da chegada.
    E, o mais importante: ontem fez um friiiiiiioooo, um vento gelado e, por questão de bom senso, achei melhor não ir e, se eu ficar 'doentinha' vai ser mais um transtorno familiar...

    Além de tudo isso, penso que eu é que devo me adaptar à passeata e não o contrário ;-)


    Abração
    Jan

    PS: Achei importante esclarecer sobre a passeata...

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde!
    Até num rio poluído,
    pode-se enxergar poesia...
    amei o terceto Jan.
    Bjs e ótima semana \o/

    ResponderExcluir


Gostou ?????