segunda-feira, 25 de novembro de 2013

MINHA COLCHA DE RETALHOS - texto garimpado no blog Asas dos Versos e Reversos

Minha colcha de retalhos

(Anne Lieri)



Minha colcha de retalhos
Tem momentos desconexos
De uma infância distraída
Brincadeiras divertidas.



Tem um amadurecimento
Meio fora do seu tempo...
Pedaços de choraminguelas,
De lamentos e sequelas.



Minha colcha tem retalhos
Meio gastos pelo vento
Fotos bem amareladas
Que ficaram ao relento...



Tem lembranças distorcidas
Nem sempre de todo más
Tem beijos e tem mordidas,
Que ficaram para trás.



Esta colcha é colorida,
É preto e branco também,
Conta histórias bem sortidas
De mal e de bem que fez.



É uma colcha de alegrias
De plena felicidade
De sonhar no dia a dia
De acordar e ser verdade.



Não é cheia de amarguras
Porque isso não faz parte
De muitas, loucas venturas,
De ser gente e de ser arte.



Mas a colcha me emociona
Pela vida que contém
Pois só eu é que sou  dona
Dos sentimentos que tem!

Um comentário:

  1. Jan, você tem um faro, eu diria que canino, para garimpar lindos textos como este da Anne!
    Essa colcha que tem retalhos que guardam sol de manhãs da infância, lágrimas de momentos difíceis e toda a beleza de uma vida.
    Linda escolha, lindo texto!
    Beijo

    ResponderExcluir


Gostou ?????