sexta-feira, 6 de setembro de 2013

ALFAZEMAS - texto da Vanessa

Desejava algo simples.
Simples como sua maneira de viver a vida.
Era feliz com o que tinha e materialmente não tinha nada.
Mas dentro do seu coração, a felicidade resumia-se em seus perfeitos cinco sentidos:
Enxergava a beleza da plantação de alfazemas;
Tocava suas flores;
Provava o mel que as abelhas faziam no seu quintal;
Ouvia o som dos pássaros;
Sentia o cheiro do perfume das flores e da terra molhada;
Isso, ouro nenhum pagava. 

Não possuía nada além de tesouros dentro do peito.
Só sabia amar e amava intensamente as pessoas, os animais e a natureza. 
Sentia-se completa quando abria a janela do seu quarto e apreciava o nascer do sol.
Olhava para o alto e admirava a imensidão do céu azul sem fim. 
Observava com um sorriso nos lábios o orvalho da madrugada descer como lágrimas sobre as folhas verdes das flores.
Encantava-se com tudo aquilo. 
Não desejava nada além.

Nada além da indescritível saúde que esbanjava.
E nada além das fascinantes alfazemas que enfeitavam de uma cor única e espetacular, a simplicidade da sua vida...  cerveja artesanal

OBS: Texto "garimpado" do blog http://www.escritoradeartes.com


3 comentários:

  1. Que escrita linda, suave.
    Exala o aroma de alfazema.
    Parabéns à Vanessa.
    Beijo Jan!

    ResponderExcluir
  2. Essa Vanessa escreveu lindamente! Gosto imenso! E de alfazemas também! Jan, um forte abraço e parabéns para Vanessa!

    ResponderExcluir
  3. Oi Jan,

    Meus textos estao a sua disposiçao, pode usá-los quando quiser....

    Demorei um pouquinho mas cheguei, muito obrigada pelo carinho de sempre!

    Esse texto escrevei com alma...

    Bjos

    ResponderExcluir


Gostou ?????